quarta-feira, 30 de abril de 2008

Cova da onça

Como era meu bairro antigamente?

Eu moro na estrada Bento Pestana nº 300, na Cova da Onça.
Uma moradora muito antiga daqui - D. Lizinha - sempre diz que aqui só tinha mato. Aqui tem uma jaqueira que ela diz que é centenária. Ela conta que a casa dela foi a primeira casa construída aqui e era de pau-a-pique, teve que abrir uma clareira no mato para fazer a casa. Ela disse que tinha bicho de tudo quanto era jeito, só nunca viu onça. Tinha muita cobra grande, hoje ainda tem, mas é pouca, e eu nunca vi. Tinha mico, aí depois eles sumiram por vários anos e agora voltaram a aparecer muitos, dá até para alimentá-los na mão. Quando minha mãe veio morar aqui, uns 25 anos atrás, a estrada principal era de chão de terra, o ônibus só ia até o Morro do Castro e tinha que vir andando até aqui. Não tinha luz, água, e tinha que carregar água de uma nascente na fazenda que tem até hoje ou comprar carro pipa. Ela conta também que tinha onça antes dela vir morar aqui mas ela nunca viu. Graças a Deus que quando eu nasci a Cova da Onça já era bem mais moderna e não tinha mais onça.

Texto de Matheus França de Oliveira - GR3H


.

Um comentário:

ANDREA disse...

Já morei nessa rua em frente a escola João Brazil,inclusive estudei nessa escola a 26 anos atrás,se alguém que more nessa rua puder me informar qual o nome da rua,pois estou procurando uma familia que morei ai.e se algum antigo morador puder me ajudar. não sei o sobrenome e por isso não consigo encontralos.ela tinha muitos filhos que morava no mesmo quintal,o nome dela era Conçeiçao e ela era enfermeira.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails